Image
Conheça os fatores de ranqueamento que impulsionam o seu e-commerce

Conheça os fatores de ranqueamento que impulsionam o seu e-commerce

Cada vez mais, as pessoas fazem buscas na internet antes de decidir comprar os mais variados itens. De roupas a aparelhos eletrônicos, passando por diversos serviços, o Google tem sido o primeiro destino de quem está disposto a encontrar boas ofertas na internet. Por isso, as lojas virtuais que aparecem na frente têm muito mais vantagem sobre as outras, já que recebem mais acessos.

Mas o que faz com que uma pessoa escolha visitar um site em detrimento de outro? O quanto a visibilidade na primeira página do Google influencia no final da jornada de compra? Por que uma loja com boas ofertas não necessariamente é a mais acessada? O interesse em desvendar o comportamento do consumidor online é cada vez maior.

Uma das principais estratégias de marketing digital para que um e-commerce tenha mais visibilidade nos mecanismos de busca é o SEO (Search Engine Optimization). Por isso, é fundamental contar com especialistas em SEO para e-commerce: são eles que irão traçar os planos mais eficazes para atender aos critérios de ranqueamento do Google. Mas quais são esses fatores? É o que vamos tratar nesse post!

Quais os principais fatores de ranqueamento nos mecanismos de busca?

São muitas as estratégias de SEO que ajudam a impulsionar a classificação do seu e-commerce nos mecanismos de busca são várias. Ainda assim, é possível mencionar algumas que se encontram entre as principais. Elencamos elas para você a seguir:

1. A adequação das palavras-chave:

uma busca na internet não existe sem uma palavra-chave. por meio de ferramentas de SEO, é possível analisar quais são os termos mais buscados pelos usuários e, assim, utilizá-los em seu conteúdo. A otimização de site e conteúdo irá verificar e inserir as keywords nos títulos, subtítulos, descrições, primeiros parágrafos, e muitos outros locais primordiais para que sejam identificadas pelo GoogleBot. Mas isso não é feito aleatoriamente: cada keyword tem um volume de buscas, relevância e dificuldade de ranqueamento diferentes.

2. Autoridade do domínio:

Quando um usuário entra no seu site sem passar pela busca, isso é visto com bons olhos pelo Google. O que esse e os demais mecanismos de busca entendem é que essa loja virtual já está em alta conta na confiança das pessoas, ou seja, que a marca é relevante. É assim que se define a autoridade de domínio, que é indicada por meio de ferramentas de SEO.

3. Qualidade do conteúdo:

Além dos produtos e dos elementos do site em si, o conteúdo é outro fator muito importante para a classificação nas buscas. Essa é a forma de demonstrar que você não só disponibiliza um produto/serviço, mas tem domínio sobre o assunto. Seu site deve abordar o assunto por diferentes ângulos e com os mais diversos recursos, atendendo às mais variadas necessidades. Oferecer conteúdos completos e que se encaixem nos parâmetros adequados fará com que os usuários entendam que seu site sabe o que está dizendo, e as métricas serão muito favoráveis.

4. Responsividade:

As pessoas utilizam os mais diversos tipos de gadgets, e eles possuem configurações próprias e dimensões variadas. Boas técnicas de SEO priorizam a responsividade, ou seja, a adaptação do seu e-commerce para telas de vários tamanhos. É o chamado ‘site Mobile Friendly’.

5. Segurança:

Quando se trata de compras na internet, segurança é primordial. Os usuários devem fazer suas compras virtuais sem que corram risco de golpes como sites falsos, vazamento de dados, e outras fraudes. Por isso, a segurança se tornou um fator de ranqueamento, aumentando ainda mais a importância de certificados de segurança em seu site.

6. Páginas por sessão:

Uma sessão consiste na visita de um usuário único por 30 minutos no seu site. Quanto mais páginas por sessão um internauta visitar, gerando tráfego em várias páginas, melhor ranqueado seu site ficará nos mecanismos de busca. Esse também é um trabalho que deve ser bem feito no SEO para loja virtual.

7. Tempo de permanência no site:

Quando um usuário permanece bastante tempo no seu site, isso demonstra que essa página tem conteúdos interessantes e que está atendendo às necessidades do público visitante. Do contrário, se as pessoas passam pouquíssimos segundos na sua página, as métricas serão muito negativas e, consequentemente, impactarão no ranqueamento.

8. Autoridade da página:

A relevância de uma página é medida por vários fatores, como o número e qualidade de links que recebe, a taxa de rejeição, o tempo de carregamento da página, o tempo de leitura e etc.

9. Backlinks:

Links de outros sites relevantes dentro do seu site fazem com que a classificação no Google é elevada. Backlinks relevantes são aqueles que, além de serem confiáveis, estejam dentro do seu nicho de negócio.

O SEO para o seu e-commerce deve ser muito bem construído para que, de fato, você consiga chegar ao objetivo de aumentar as posições do e-commerce. Utilizando os parâmetros acima, além de outras das várias estratégias para ranqueamento, a visibilidade do seu site aumenta muito. Para isso, conte com profissionais de SEO de uma agência de marketing digital que entrega muito além do básico. Entre em contato para entender o que podemos oferecer para o seu negócio, impulsionando seu e-commerce com estratégias e propostas com um novo mindset!

Deixe um comentário

Your email address will not be published.