Google Ads: Tudo sobre o principal serviço de publicidade do Google

Google Ads: Tudo sobre o principal serviço de publicidade do Google

 

RESUMO DA NOTÍCIA – Google Ads: Tudo sobre o principal serviço de publicidade do Google:

  • Introdução ao Google Ads
  • Como funciona o Google Ads
  • Como anunciar no GoogleAds
  • 5 métricas do Google Ads
  • SEO x Google Ads
  • 7 passos para o sucesso do seu negócio

 

Introdução ao Google Ads

O Google Ads, antigo Google Adwords, é uma ferramenta indispensável para a construção e aplicação de estratégias digitais.

Mas, de fato você sabe como usar a favor do seu negócio cada um dos recursos

que estão disponíveis dentro deste importante ambiente virtual?

“BÊ-À-BÁ” para o sucesso, saber trabalhar corretamente com tudo aquilo que o Google oferece

é um dos pontapés para ter resultados.

Seja através do Google AnalyticsConsoleAds ou outras ferramentas,

estar alinhado a cada uma delas sabendo utilizá-las representa uma grande oportunidade

de levar seu empreendimento ao crescimento.

Mas, qual a receita de sucesso para o negócio?

Neste artigo você confere dicas sobre como planejar e executar campanhas no Google Ads,

uma das mais importantes ferramentas do Google.

Entenda como ela funciona e obtenha ainda um passo a passo para colocá-la em prática.

 

Como funciona o Google Ads?

O que é Google Ads?

O Ads é a principal ferramenta e fonte de renda do Google.

Através deste recurso, cada empresário e empreendedor virtual lançam suas campanhas

a fim de atrair visibilidade para dentro do seu negócio e dele prover resultados,

sendo imprescindível trabalhar bem com o planejamento e com as estratégias digitais aplicadas a esses meios.

Basicamente, o Google Ads funciona tal como um mecanismo em que atenção

e cuidado são as bases mais importantes para se ter bons resultados.

Se você não entende muito sobre como utilizar esta ferramenta,

a dica é delegar o Google Ads a profissionais de Marketing Digital.

 

Como anunciar no Google Ads

  • Sem chateamento: seu anúncio só aparece quando determinado internauta faz uma pesquisa que inclui a(s) palavra(s)-chave definidas em sua campanha no Google Ads. Isso significa que seu anúncio no Google Ads não causará uma interrupção indesejada na navegação, mas sim irá auxiliá-lo, enriquecendo ainda mais sua experiência de navegação;
  • Menor custo de produção de anúncios: se para anunciar nas mídias tradicionais geralmente é preciso contar com uma verba que varia de considerável à estratosférica (jornal, revista, rádio, televisão, etc.), no Google Ads você mesmo pode fazer seu próprio anúncio. Basta ter conhecimento básico em softwares de computação gráfica. E mesmo que não tenha, anúncios simples podem ser executados por profissionais de design web a preços bastante acessíveis;
  • Maior controle financeiro: o Google Ads funciona sobre um sistema chamado “pay-per-click” (ou pague pelo clique). Na prática, isto significa que mesmo que seu anúncio seja exibido milhões de vezes, você só paga (um valor irrisório) quando um usuário clicar sobre ele. Dessa maneira, é possível ter maior controle sobre os custos;
  • Flexibilidade: além de não estipular nenhum valor mínimo de operação, no Google Ads você pode testar, interromper, turbinar e retomar sua campanha a qualquer momento. Maior prevenção em casos de imprevistos ou erros;
  • Dados a seu favor: exatamente tudo o que é feito em sua conta no Google Ads fica registrado. Isso por si só já seria um grande diferencial. Mas o melhor de tudo é que é possível transformar estes dados em informação como, por exemplo, focar campanhas nas regiões nas quais os anúncios trouxeram resultados mais expressivos;
  • Parcerias que importam: credibilidade é outro fator que a ferramenta adiciona a sua empresa, já que seus anúncios de Google Ads são exibidos em sites de qualidade, que ocupam sólidas posições no sistema de ranqueamento do Google;
  • Opções variadas de segmentação: com a definição das palavras-chave de sua campanha de Google Ads, você pode segmentar seu público de maneira considerável. Mas, além disso, ainda é possível segmentar o público por regiões geográficas, independentemente de seu tamanho;
  • Ajuda sempre que necessário: por ser a ferramenta mais utilizada, há vários tutoriais e dicas valiosas espalhadas pela web de como extrair o melhor do Google Ads, sendo que o próprio Google disponibiliza uma série de documentos e artigos aos usuários.

É por todos os motivos acima (e inúmeros outros que não foram listados aqui) que

é hora de (re)pensar sua estratégia de marketing digital e começar a investir no Google Ads.

Com investimento inicial e continuado bastante atraente e contrapartida

com uma das melhores relações custo/benefício do mercado,

ele é ideal para dar um passo à frente nos negócios de sua empresa e conquistar ainda mais clientes.

 

5 métricas do Google Ads

A maior vantagem das estratégias digitais com relação à mídia convencional está nas métricas.

Os dados de performance são a principal forma de verificar se tudo está feito da melhor maneira possível

e se as ações estão funcionando de acordo com o planejado. Tudo que um profissional de marketing precisa fazer.

Com o Google Ads, isso não é diferente. A ferramenta possibilita uma série de métricas, que se avaliadas diariamente,

possibilitam a troca de estratégias em tempo hábil para garantir os melhores resultados possíveis.

Mas você sabe quais delas são as mais importantes?

1. Taxa de cliques

Também chamada de CTR, esta métrica do Google Ads diz respeito

ao número de vezes que seu anúncio foi exibido e foi clicado.

Ou seja, ele mostra se está realmente sendo efetivo.

Se o número estiver muito baixo, está na hora de melhorar seus anúncios.

2. Taxa de impressões

taxa de impressões é o número resultante entre a quantidade de vezes que as palavras-chave foram buscas,

pela quantidade que seu anúncio apareceu.

Este número precisa ser alto, para garantir o melhor número de visualizações possíveis.

Se estiver baixo, significa que você precisa aumentar a verba.

3. Custo por Clique

Custo por Clique é a melhor métrica para calcular o ROI, que é o retorno sobre o investimento.

Ela ajuda a controlar a qualidade de seus anúncios e seu investimento. Se o CPC (Custo por Clique) estiver alto,

você precisa repensar seus anúncios.

4. Otimização de palavra-chave

Você sabe quais são as principais palavras-chaves que levam ao seu negócio,

mas também deve investir nas chamadas palavras-chaves de calda longa. O que são elas?

São aquelas compostas por mais de duas palavras juntas, como por exemplo: Google Ads login.

Assim você garante que seus anúncios serão ainda mais certeiros,

conquistando em cheio os clientes que procuram por soluções que sua empresa oferece.

O mais interessante de cuidar deste índice é que além de otimizar os resultados,

tem um efeito direto no custo por clique e no custo de impressão,

afinal você vai conquistar resultados muito mais efetivos.

5. Índice de qualidade

Este índice mostra a relevância dos seus anúncios em relação à concorrência.

Ele é influenciado pelo custo por clique, o custo por impressão e até a relevância por palavra-chave.

Ou seja, ele é um verdadeiro resumo da qualidade dos seus anúncios no Google Ads.

Assim como as demais métricas do Google Ads, deve ser avaliado diariamente,

já que dará uma boa pista de algo precisa ser mudado.

O ideal é que o número seja sempre igual ou superior a 7,

para garantir que seus anúncios estão alcançando uma boa performance.

O Google Ads possui diversas outras métricas, todas com grande importância e que deve ser analisadas com cuidado.

Mas se avaliar estas 5 diariamente, será capaz de atualizar as estratégicas garantindo resultados muito melhores,

e o mais importante, vai ser capaz de conquistar um número cada vez maior de clientes, investindo com mais eficácia.

 

SEO x Google Ads 

Faz um bom tempo que se tornou evidente que usar boas práticas de marketing de conteúdo

e inbound marketing é algo fundamental para garantir o sucesso de empresas no mundo virtual.

Nesse cenário, temos duas formas para que o sucesso em termos de pesquisas na internet seja obtido:

SEO (Search Engine Optimization) e o que vimos anteriormente, o Google Ads (ou links patrocinados).

A seguir, você poderá conferir quais são os prós e contras de cada uma e saber se, de fato,

existe uma estratégia melhor do que a outra para utilização em sua empresa e negócios.

Mas antes, vejamos algumas observações práticas:

SEO

A principal meta do SEO é otimizar tanto o volume quanto a qualidade de tráfego gerado e que chega ao site.

Para isso, a proposta é deixar o projeto (site) mais fácil de ser encontrado pelos usuários interessados.

Em outras palavras, essa estratégia visa sempre as posições de topo em buscas orgânicas

fazendo com que o site ou blog de sua empresa tenha relevância nos resultados de pesquisa dos buscadores.

Google Ads

Como vimos anteriormente, o Google Ads nada mais é do que o serviço de links patrocinados do Google.

O objetivo dessa plataforma é oferecer espaços de destaque em páginas de sites,

entre outros meios, para que a empresa possa divulgar seus produtos e serviços.

Google Ads X SEO – Semelhanças e diferenças

Nível de abrangência

As estratégias de SEO têm seu foco voltado para a rede de buscas.

Ou seja, para aquilo que o usuário terá como resposta ao fazer uma pesquisa em algum motor de busca

como o Google, Bing ou Yahoo Search.

Logo, todos os tipos de mecanismos de busca.

Por outro lado, os anúncios do Google Ads aparecem exclusivamente nas plataformas

pertencentes ao Google ou de parceiros.

Vale lembrar que os formatos usados para essa publicidade online podem ser os mais variados possíveis como vídeos, textos e banners.

Investimentos

Em um primeiro momento podemos ter a sensação de que usar estratégias SEO

não vai requerer investimentos na aplicação.

Ao contrário de como usar o Google Ads que, logo de início, temos que investir valores para podermos utilizar.

Porém, mesmo que você domine tudo (programação, marketing digital, marketing de conteúdo,

inbound marketing etc.) será um tanto complicado fazer tudo sozinho.

Aqui entra o planejamento, a definição das estratégias SEO, análises de resultados e indicadores,

entre várias outras métricas.

A situação é ainda mais complexa quando a pessoa é iniciante no assunto.

Tanto em um caso quanto em outro, o tempo gasto será maior

e nem sempre há possibilidade de saber se estamos fazendo realmente o certo.

É aqui que o SEO deixa de ‘não custar nada’. 

A primeira coisa para usar o SEO e até mesmo o Google Ads é buscar por ajuda de quem entende do assunto.

Ou seja, as agências de marketing digital. Na realidade, sem conhecimento sobre os processos,

as chances de falhas serem cometidas são significativas.

Palavras-chaves

Em termos gerais, as estratégias SEO que apresentam resultados mais efetivos

e que possibilitam o acompanhamento de indicadores de desempenho têm por hábito

focar em poucas palavras-chaves. Não é uma regra, mas isso ocorre.

Do outro lado da moeda, as palavras chave do Google Ads para cada anúncio criado podem ter várias delas.

E isso ajuda a aumentar o alcance dos anúncios de Google Ads.

Durabilidade

Talvez essa seja uma das diferenças mais importantes entre essas duas estratégias de marketing.

O SEO é um investimento para sua empresa que durará enquanto ela existir. Ou seja, os resultados são contínuos.

Já os links patrocinados do Google Ads são práticas para quem quer obter resultados mais rápidos,

isto é, em curto prazo.

Resultados

Pelo item anterior já deu para ter uma noção de que o Google Ads pode trazer resultados mais rápidos,

enquanto o SEO pode demorar certo tempo. Mas há mais diferenças…

Ao usar SEO no site e em outros projetos de marketing de sua empresa há um aumento exponencial das chances

de que mais autoridade seja gerada para o segmento no qual o negócio está.

Isso ocorre pelo simples fato de que nesse caso não estamos pagando para sermos vistos

e sim para construir uma base sólida que, entre outros pontos,

é fundamentada na qualidade da informação (conteúdo) que estamos entregando aos usuários.

Métricas

Já percebemos que os objetivos do SEO e do Google Ads diferem em muitos pontos.

E com as métricas não seria nada diferente. Vejamos algumas delas de acordo com o caso.

Google Ads

ROI – Fundamental para empresas que trabalham com links patrocinados, permite que o anunciante saiba

se o resultado obtido tem uma proporcionalidade ao investimento feito.

Para ficar mais fácil de diferenciar o Google Ads do SEO, vamos rever brevemente as métricas do Google Ads:

Taxa de conversão – Essa métrica do Ads é fundamental, pois traz a informação

sobre o que o usuário fez após clicar no link patrocinado.

Por exemplo, o objetivo era uma compra? Um cadastro de e-mail? Um formulário?

Na realidade a finalidade em si não é tão importante.

O essencial é que a empresa saiba se chegou ao objetivo que pretendia.

CTR – Essa métrica permite saber quantos clicaram no anúncio dentre aqueles que visualizaram.

Muito importante já que estamos falando de internet.

Índice de qualidade – Este índice do Google Ads, não especificado anteriormente,

é influenciado pelo custo por clique, o custo por impressão e até a relevância por palavra-chave.

Ou seja, ele é um verdadeiro resumo da qualidade dos seus anúncios no Google Ads.

Taxa de impressões – Número resultante entre a quantidade de vezes que as palavras-chave foram buscas,

pela quantidade que seu anúncio apareceu.

SEO

Volume de busca – Diz respeito à quantidade de buscas que foram feitas em relação a uma palavra-chave específica

em determinado período de tempo.

Cada ferramenta utiliza-se de uma maneira diferente.

O KeywordTool.Io e o Google Keyword Planner consideram as atualizações mensais.

Já o SEMRush considera a média de um período não determinado.

Backlinks – São os links que uma determinada página recebe de outras,

tanto internas quanto externas (de fora do site).

Avaliar como está essa métrica ajuda a definir se será preciso alguma ação para que a página seja considerada uma autoridade.

Visibilidade Orgânica de Landing Page – Essa é uma métrica que trabalha com a estimativa do

número de visitas recebidas por uma página considerando as palavras-chave e o seu posicionamento.

Por exemplo, é possível usar essa métrica para comparar um site com outro, concorrente.

Além disso, também é usada nos processos de benchmarking.

Custos

Teoricamente sua empresa não pagará nada para colocar as estratégias de SEO em prática.

Porém, se tivermos uma equipe responsável, um profissional ou agência por trás delas, teremos custos sim.

Com o Google Ads, a coisa pode ir um pouco além uma vez que depois dos gastos com a equipe ou agência

ainda teremos os gastos da campanha de anúncios.

Além disso, com o Google Ads, os gastos podem sair do planejado especialmente se a empresa

não tiver muita habilidade para controlar os custos de cada campanha.

Então, qual é o melhor?

Vamos relembrar alguns dos pontos mais importantes:

  • Google Ads tem a finalidade de trazer resultados e aumentar as vendas em um curto espaço de tempo.
  • SEO é uma estratégia fundamental e contínua que permitirá aumentar autoridade e se destacar de modo sólido.

Ou seja, se estivermos querendo vender rápido, por exemplo, o Google Ads é uma boa ferramenta.

Mas se queremos ter resultados por um período de tempo muito maior e aumentar nossa credibilidade na internet podemos recorrer ao SEO.

Em outras palavras, não podemos dizer que um é melhor do que o outro.

Tanto o SEO quanto o Google Ads têm características que os tornam únicos em seu campo de ação

e dentro das propostas que apresentam.

Mas como usar o Google Ads e o SEO? O mais correto a se fazer é usar as duas ferramentas adaptando-as às necessidades de sua empresa. 

Para concluir, basta observamos que usando o Google Ads integrado ao SEO

dentro das estratégias de marketing digital, estamos maximizando os investimentos

e com isso aumentando a possibilidade de lucratividade.

 

7 passos para o sucesso do seu negócio

Para encerrar esse artigo, vamos falar de forma bastante geral de como se organizar para obter sucesso em seu negócio.

Aqui vai um passo a passo para a receita do sucesso no seu negócio.

1.   Tenha um planejamento estratégico 

O primeiro passo para ter sucesso é ter um planejamento estratégico,

afinal sem planejar dificilmente o seu negócio chegará a algum lugar seja no ambiente físico ou virtual.

Mas, como o planejamento ajuda dentro do Google Ads? Simples!

Ao planejar o uso de palavras-chaves – usando até mesmo recursos como o Ads Keyword Planner –

você consegue atingir melhor ao seu público sendo preciso e tendo resultados mais positivos.

2.   Utilize a negativação de palavras

Se é possível determinar a partir de quais palavras-chaves você será descoberto no mundo online,

também é completamente possível bloquear que seu site

e página apareçam como resposta àquilo que não for interessante ou atrativo para o negócio.

Considere que você trabalha com a comercialização de suplementos.

Evidentemente você não quer que seu site apareça como resposta a perguntas negativas

como quais os efeitos colaterais dos suplementos, certo?

Neste caso você pode, portanto, negativar essas palavras.

3.   Segmente de todas as formas possíveis

A segmentação avançada é a principal responsável pelos resultados dentro do seu negócio

e por isso precisa ser continuamente usada como parte da sua estratégia digital no Google Ads.

Algumas das formas de segmentar para ter melhores resultados na sua campanha de Google Ads:

Pelo público-alvo, pelo dispositivo que está sendo utilizado para acesso,

pelo contexto, pela localização e entre outros aspectos.

4.   Faça o remarketing para rastreio dos clientes

Remarketing é a estratégia digital utilizada para destacar uma vez mais o seu produto ou serviço

para o cliente que já teve um contato preliminar, mas que não decidiu pela compra.

O remarketing rastreia todo o caminho feito pelo cliente a fim de lhe indicar a partir

de onde ele teve acesso ao seu produto.

Ao deixar esse recurso ativado diminuem-se as chances de que o potencial cliente se esqueça do que viu ou vá até o seu concorrente.

5.   Analise a palavra-chave e fique de olho no ROI

Mais do que criar campanhas, é indispensável assumir uma postura em que seja possível fazer um bom monitoramento de como está sendo a performance da palavra-chave.

Como o objetivo é ter resultados satisfatórios, sempre que você perceber

que determinada palavra está com ROI baixo, tome atitudes e faça mudanças para não perder dinheiro.

É possível, inclusive, deixar um alerta de ROI baixo ativado na sua campanha para acompanhar.

6.   Otimize diariamente o seu orçamento

Outro ponto importantíssimo de ser mencionado é que para ter sucesso nas campanhas de Google Ads 

é indispensável saber usar de modo otimizado o seu orçamento diário.

Considere sempre quais são os seus objetivos e procure alinhá-los à realidade do valor a ser investido.

Uma dica interessante é aumentar o orçamento sempre de forma gradativa

a fim de não ver todo o seu dinheiro sendo gasto de uma hora para a outra nessas campanhas. Atenção!

7.   Contrate uma agência de Marketing Digital

Para fechar as dicas e passos sobre como se destacar a partir do Google Ads,

não poderia faltar a importância de contratar sempre profissionais especializados

no assunto para ter resultados concretos.

Afinal, mesmo que você entenda o básico de cada coisa, é necessário ir muito além disso

em um ambiente como a internet cuja competitividade é alta.

As estratégias de Marketing Digital através do Google Ads e de outras ferramentas

precisam ser desenvolvidas de forma bastante profissional

e devem considerar sempre aspectos como Marketing de Conteúdo e Inbound Marketing.

Agência de Marketing Digital

Quer sair da teoria e passar para a prática no quesito estratégias digitais e anúncios de Google Ads?

Aproveite para falar com os profissionais da Agência Nova, a agência de Marketing Digital de que você

e o seu negócio precisam para crescer mais hoje mesmo!

Deixe um comentário

Your email address will not be published.